Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Solidariedade’


Fome, abandono, exclusão social, mercantilismo social, crueldade e falta de senso cívico. Todos estes itens e alguns outros mais fazem parte do cenário de abandono que a sociedade brasileira está inserida há séculos. Desde os primórdios onde a vida humana não passava de mercadoria, aos negros fora destinado um tratamento indigno e cruel, assim como os nossos índios que aqui estavam e a força foram “convidados” a perder suas raízes em detrimento de outrens, a sociedade brasileira vem se acostumando silenciosamente a aceitar um tratamento asqueroso aos que por circunstancias variadas estão relegados a própria sorte.

O comportamento social do brasileiro em geral contribui e muito para o atual cenário de devastação moral no qual se encontra atualmente a sociedade brasileira. A parcela da população que sofre as piores privações só aumenta a cada ano. Pessoas morrem de fome todos os dias, a dignidade se esvai como um filete de areia escorrendo entre as mãos. Nas calçadas e ruas do Brasil podemos observar, com um luto imenso e dolorido filhos e filhas de Deus, crianças e idosos deixados ao relento, sem comida e uma moradia decente. Filhos e filhas de uma pátria que há muito os esquecera, e só se lembram oportunamente de quatro em quatro anos, assim alimentando uma sensação de esperança, que logo depois de cada pleito eleitoral será ceifada, sem dó e nem piedade.

A esperança e a caridade aos que necessitam, são sentimentos cobiçados pelos que fazem do bem ajudar um negócio. Vários casos viram manchetes de jornais e T.V de ONGS que usam do dinheiro recebido para um único e exclusivo bem de poucos. Dá uma revolta em saber que o dinheiro obtido para uma transformação (pequena, diga-se de passagem, pois o atraso é longo e profundo em se tratando de políticas públicas), seja desviado por pessoas desprovidas de piedade e sentimento de amor ao próximo.

Desde que me entendo por gente sei que se o governo de meu país realmente quisesse modificar o cenário que estamos vendo todos os dias, ele o modificaria. O que falta então? Falta um Brasil que beneficie os seus filhos que mais necessitam. Que não faça de programas assistenciais populistas arma de voto, cabresto e esperança. Que não se prometa uma realidade que a cada ronco de estômago, cada noite ao relento, se faça notar como uma utopia social. Sei que existem candeeiros nesta escuridão ideológica, existem pessoas imbuídas de vontade, e de fortalecimento a um pilar frágil e alquebrado que é o da dignidade.

É bonito o glamour da miséria? É correto explorar a miséria para fins estéticos? Vejo em várias tentativas equivocadas de ajuda a população uma tentativa de plastificar as mazelas. Também discordo que para que possamos atingir uma meta tenhamos que explorar a miséria com sangue ou violência. A situação, deve ser explorada e mostrada de um jeito que diga aos cidadãos na hora do almoço por exemplo que no exato momento que uma família almoce um suculento bife, tenham pessoas se alimentando de papel, doentes, largadas na rua e segregadas do conceito de democracia.

Temos o nosso Apartheid diário, é só abrir a porta de casa e ir caminhando pelas ruas de Salvador. Uma cidade que esqueceu quem foram os seus filhos, principalmente os negros. Humilhados, desrespeitados e tolhidos de consciência política. Este é um capítulo a parte, a tal da consciência que, para muitos que não a possuem é algo opcional. Pois em terra de político amoral e antiético a consciência não é visitada e nem posta em consideração nas discussões.

Pobres, prostitutas e degradados. Foram estes os contemplados a serem os ilustres povoadores da nova terra que era descoberta. Passaram-se séculos e a evolução deste quadro continua o mesmo. Os pobres que desde sempre continuam mais pobres, as prostitutas que são a maioria dos homens públicos deste país e os degradados que são as pessoas que sabem o que acontecem, mas, infelizmente, não querem sair de sua posição confortável e brigar por causas alheias. Para quê? Poderiam dizer os mesmos. Não dará em nada mesmo.

Mais uma eleição se avizinha e com ela virão sonhos de mudança.Uma mudança que é imperativa e necessária. Quem tem fome espera por uma solução. Não em forma de R$ 60,00 por cabeça e sim por uma política que as dê condições de ter a sua casa, que possam trabalhar com dignidade e poder ter um salário justo, e ter um direito a estudar. Pois estudando terão as suas mentes despertas para o teatro de horrores que são submetidos já há muito tempo.

O filme “Quanto vale ou é por quilo” me fez revisitar sensações que como um brasileiro me revoltam profundamente e que me mostram, o quanto somos permissivos e imóveis com o que está acontecendo. Ver velhos estratagemas com vistas a escamotear a opinião pública como também a ver que somos capazes de uma conduta asquerosa e dolosa em certos momentos. Praticantes da “Lei de Gérson” se fazendo valer de brechas ou da desinformação do povo. Para que enfim, possamos ter e ver o Brasil de hoje. Um país que está longe de ser a pátria amada e gentil e que o sol da liberdade não existe para quem tem fome e é excluído. Que dirá risonhos e lindos campos.

O que temos é um deserto, um deserto de compaixão. De falta de um poder de indignação. Falta de vergonha na cara. De um povo que só é brasileiro em Copa do Mundo. Aí veremos a “síndrome do Galvão Bueno”. Um país de poucos, de usurpadores e de criminosos.

“Todo poder emana no povo e por ele deve ser exercido”. Pergunte o que é isto para uma pessoa excluída, faminta e sem perspectivas. E se pergunte, será que contribuo para um Brasil mais justo e igual?

Anúncios

Read Full Post »


Amigos de Blog, parceiros de caminhada e meus amores;

Com este terremoto no Haiti, de notável tragédia e mobilização internacional, uma velha premissa ronda pela minha cabeça mais uma vez. Será que Deus é tão justo assim ?? Sinceramente acho que às vezes ele peca e muito. As catástrofes acontecem nos locais mais pobres do planeta e a repetição destas é de uma frequência absurda.

Os haitianos que já sofrem com a marginalização social e a pobreza ainda tem que conviver com este desastre da natureza. Porquê logo eles ?? Não deveriam ser nem eles e nem ninguém. Sei que o ser-humano não é nada preservador de nossa natureza e tão pouco dos nossos recursos naturais, mas desse jeito é dose.

Será que eles precisavam disto ??

Muitas mortes em nome de que ?? Mais sofrimento assim como filhos e filhas estraçalhadas c0m a perca de seus entes queridos. Como se não bastasse a fome, a miséria e o descaso do mundo. Ô Pai, quero sinceramente saber o porque disso. Teria necessidade ?? Tantas lágrimas e dor a troco de quê ??

Destruição e caos.

Seriam seus desígnios ?? Sua misericórdia ?? Matar assim filhos e filhas tão pobres ?? Famílias de militares brasileiros que morreram na tragédia, hoje fazem esta e algumas outras perguntas a si próprios.

Perdemos nesta hecatombe além de um pouco de alegria uma das pessoas mais respeitáveis do nosso país que fora a Dra. Zilda Arns, uma brasieira que deixará um legado de dedicação e como também uma vontade de chegar a todos os cantos do Brasil. 

 D. Zilda deixa um patrimônio assistencial do tamanho do nosso país. As Vontuntárias Sociais são um antidoto para a falta de democracia e o descaso com a saúde pública. Com a multimistura milhares de crianças sabem ainda hoje o que é acordarem vivas. Graças ao trabalho de “formiguinha” das voluntárias.

Legado de dedicação e amor ao próximo

Sei que não estamos cuidando do que foi nos dado de presente por ti Pai. Mas peço-lhe que por favor repense seus atos que neste caso não soam nada divinos e sim com uma perversidade ímpar. Tentaremos a melhora gradual de pensamento, embora nós brasileiros não estejamos no topo da pirâmide econômica mundial. Mas iremos fazer barulho e esperamos sermos ouvidos pelas super-potências do mundo.

Acredito em ti meu Pai, mas não tolero a crueldade. E essa catástrofe fora muito cruel. Pensaste no custo das vidas, na reconstrução de um país muito pobre e da tristeza ?? Tenho certeza que não. Seria tudo muito diferente, se pensastes, tenho certeza.

Esta postagem é dedicada às vítimas do terremoto no Haiti e a D. Zilda Arns, pessoa que contribuiu com um legado de amor e dedicação ao que fazia.

* Se na sua cidade existir um posto de coleta de donativos ao Terremoto do Haiti, doe alimentos não-perecívies, água mineral e medicamentos (gaze, esparadrapo, algodão, luvas e máscaras descartáveis).

Read Full Post »


santa-catarina-enchentes

Amigos,

Peço-lhes encarecidamente que se houverem postos de coleta de donativos em sua cidade para as vítimas da enchente em Santa Catarina, VÃO !!! Recolham em casa roupas que não cabem mais, assim como sapatos, e se possível doem também alimentos não perecíveis. Afim de ajudar a população catarinense que muito vem sofrendo com os últimos acontecimentos. Pessoas perderam parentes, suas casas, mas tenho fé que não perderam a esperança. Para todos os catarinenses a minha solidariedade e meus sinceros votos de luto para os que se foram.

not_05-05-2008_09-21-08dia-da-solidariedade

Sei que o povo brasileiro é generoso, e todos nós daremos as mãos em torno desse problema. E parabéns à todos que já ajudaram, mostrando que são filhos e filhas de Deus que tem misericórdia em seus corações.

Um beijo no coração à todos meus irmãos e irmãs catarinenses.

Read Full Post »


atgaaadjgcvix8x6bxnhzqlz0q5ni9dljp9gjryn-2aswirfzsoox5fdrw5i_tvsz40ym0qqphyvs45mapnnulmzvvcqajtu9vcabufrxvj2yfuyjygufjbvmi1ktg

Read Full Post »


Amigos, meus amores, tô feliz da vida Mengão 5×2 !!!

Lendo a ótima reportagem de capa da Veja do último domigo sobre o drama no qual esta passando o ator Fábio Assunção, pude ponderar algumas coisas. As drogas, sejam elas quais for são as atrizes principais de uma reviravolta na vida de qualquer um, e quando falamos de pessoas públicas que é o caso do Fábio, as coisas tomam outra proporção, ainda mais triste em se tratando de um ator carismático e que sempre teve ótima conduta profissional. A falividade de ações, transforma à nós seres-humanos passíveis de qualquer tropeço seja ele qual for, e , em se tratando de drogas os desdobramentos são imprevisíveis e dramáticos.

Nós temos uma linha de raciocínio que o uso de drogas por celebridades é permissivo. Seu consumo é considerado “recreativo”, ou nas opiniões mais imbecis “inspirador”. O uso entre estas pessoas consideradas celebridades é consentido, quando não é considerado como válvula de escape quando o assunto é incentivo a criatividade em um ato de inspiração artística. O que é profundamente lamentável, pois a permissão é a maior amiga da ignorância coletiva, pois só com o final dela conseguiremos mudar o panorama político e social do nosso país.

ed130t0

O usuário ocasional quando entra nesse círculo vicioso, corre o risco de nunca mais sair dele. E é um risco que não afeta só o usuário, mas sim toda a estrutura que cerca esta pessoa, no caso de Fábio estava interferindo e muito no seu rendimento profissional. Coisa que determinou a saída dele da novela das 6, denotando uma saída deprimente de um ator tão querido pelo Brasil. A pessoa que vai se utilizando dessa “fuga” irá se tornar uma viciada sem se dar conta, e a volta é muito dura, custosa e traumática.

Mas a responsabilidade do usuário não deve e nem pode ser esquecida. Quem consome é socio do crime também, vide a crítica mais do que explícita no filme Tropa de Elite, pois no filme fica mais do que na cara a mensagem de quem usa é criminoso também, e o pior, para dar vazão à sua vontade de curtir um “barato” não se dá conta que tem muitas pessoas morrendo por isso, numa manobra consciente e crminosa de quem usa. USUÁRIO É CRIMINOSO TAMBÉM !!! E O PIOR, O FAZ COM CONSCIÊNCIA !!

drogastofora1

E não me venham falar em legalização, pois lendo um dos meus artigos vocês irão saber o que penso a respeito. E nem façam comparações absurdas com países que possuem uma realidade totalmente adversa à nossa, não podemos citar Holanda e Suiça de jeito nenhum. Isso seria idiotice e argumento falho de usuário que não quer ser rotulado de bandido, pois é isso que são. Na Suiça, experiências com “zonas francas” de livre consumo foram rapidamente revistas, pois foi preciso recuar com os métodos já praticados, mostrando que mesmo eles não conseguem lidar com o problema por muito tempo. Imagine nós pobres tupiniquins !!

Tomara que Fábio Assunção consiga sair dessa, pois não seria uma vitória de um ator, mas sim de todos os usuários e usuárias de drogas do Brasil, torço e muito para que isso aconteca. O fator disseminatório dessa conquista que seria maravilhosa poderia ser usada como exemplo para todos que passam por esse infortúito. E como consequência à todos os que amam os que passam por essa mazela, incluindo os fãs do ator.

Quero muito ver a sociedade brasileira livre de qualquer tipo de droga, e também com isso acabar com esse poder paralelo que assola nossas famílias à muito tempo. Que ninguém faça uso de substâncias “irreais” para fugir de um problema. Isso também iremos assegurar com uma EDUCAÇÃO de qualidade social que cumpra o papel mais do que necessário de inclusão.

Read Full Post »


solidariedade-social2

Amores,

Hoje vendo à uma cena mais do que irritante dentro de um coletivo, fiquei revoltado e me pronunciei em pleno ônibus. Uma grávida teve que ficar em pé por longos 20 minutos dentro do ônibus, só vendo que ninguém estava nem aí com a situação, eu que já estava em pé, perguntei à um moço que estava logo a frente da moça e não estava nem aí com a situação, ô cara, tá vendo a moça em pé não ?? Não vai dar o lugar ?? Veja a situação dela !! Olhe o barrigão !! E o cara depois de minutos relutantes e com toda atenção de um ônibus lotado sucumbiu e deixou a moça sentar. Alguns até bateram palmas, juro a vocês.

O pior disso tudo é que se não houvesse uma reação de qualquer pessoa, não só a minha o cara iria ficar de cara pro ar e não fazer nada, pô ele não veio ao mundo por uma mulher ?? Será que ele não tem um pingo de noção de como é difícil a vida de uma gestante que não possue carro próprio ?? Isso tudo vai acumulando em meu coração e como estou estressado, desconto da melhor forma possível, me tornando cada dia mais vigilante, antenado contras essas formas hediondas de se portar em sociedade.

” Não faça ao próximo o que não querias que façam com você”. Deveria ser um lema …… um legado de colaboração e respeito a necessidade dos outros. Pois se não for assim, a tendência é piorar e muito um quadro de abandono e falta de carinho. Ajude-me você também, plante essa semente, seja solidario, se engage em algum trabalho voluntário em sua comunidade, seja realmente filho de Deus.

Tirando por exemplo eu, que não conheço a maioria das pessoas que lêem meus artigos, tenho vocês como meus, e essa parceria de informação e jornada espero que seja eterna. À vocês tenho o maior carinho e admiração, pois sei que atinge as mais diversas etnias e faixas sociais. Por isso tenho o maior cuidado e critério ao escrever. Certinho ??

Beijooooooo, se cuidem !!! Amem uns aos outros !!! E se possível a mim também !!! rsrsrsrsrsrs !!!

Read Full Post »